Postagem em destaque

Câmara apresenta relatório de CPI e Vereadores afirmam que encontraram provas de desvio de dinheiro publico

Em uma sessão longa foi lido o relatório final da CPI que investigava irregularidades que teriam sido cometidas pelo Secretario do Esporte...

sexta-feira, 7 de setembro de 2018

Quadrilha política pode estar envolvida em atentado contra Bolsonaro, PM prende o terceiro integrante do grupo



Trio teria sido formado para planejar e executar o atentado contra o candidato do PSL à Presidência da República


Por Tribuna


06/09/2018 às 21h46 - Atualizada 06/09/2018 às 23h59

26.7K381


Policiais escoltaram os suspeitos até a delegacia de Polícia Federal (Foto: Olavo Prazeres)

Além de Adelio Bispo de Oliveira, dois outros suspeitos de participar do ataque a Bolsonaro foram detidos pela Polícia Militar e encaminhados à sede da Polícia Federal em Juiz de Fora. Conforme informação da PM, a princípio, o trio faria parte de um grupo formado para atacar o presidenciável. Até o fechamento desta edição, a Polícia Federal estava ouvindo as partes envolvidas, e a informação era de que Adelio seria encaminhado ao Ceresp. O ex-conselheiro tutelar Abraão Fernandes Nogueira foi conduzido pela PM como uma das principais testemunhas sobre o ocorrido.


‘Crime político’

O coordenador político da campanha de Jair Bolsonaro, deputado federal Delegado Francischini (PSL-PR), disse que vai entrar com representação na Polícia Federal para que seja investigada a possibilidade de o atentado contra o candidato do PSL ser um “crime político”. “Queremos saber se tem um autor intelectual (do atentado). Para nós é um crime político, ele (autor da agressão) foi filiado ao PSOL. Queremos saber se tem alguém acima desse cara, alguém que o induziu”, disse.

Francischini disse que Bolsonaro “vinha falando sempre” sobre a possibilidade de ser atacado por alguém contrário à sua candidatura e, por isso, ele usava colete de proteção frequentemente. Na agenda, desta quinta-feira, em Juiz de Fora, no entanto, Bolsonaro não usou o colete por conta do calor que fazia na cidade. “Ele (Bolsonaro) estava tranquilo, estava muito feliz. Falei com ele hoje pela manhã. A gente não esperava um cara infiltrado para matar ele. O cara (autor do ataque) tentou acertar o coração, mas o segurança desviou o braço dele”, afirmou Francischini.

O conteúdo continua após o anúncio


 

Nota de repúdio

Em nota, o PSOL afirma que “a agressão sofrida pelo candidato do PSL, Jair Bolsonaro, configura um grave atentado à normalidade democrática e ao processo  eleitoral”. “Nosso partido tem denunciado a escalada de violência e intolerância que contaminaram o ambiente político nos últimos anos. Por isso, não podemos nos calar diante deste fato grave. Repudiamos esse ataque contra o candidato do PSL e esperamos das autoridades as medidas cabíveis contra seu autor!”, diz o texto da Executiva Nacional do partido.

De acordo com dados do Tribunal Superior Eleitoral, Adelio Bispo de Oliveira foi filiado ao PSOL entre 2007 e 2014. Ainda segundo o tribunal, Adelio, que é natural de Montes Claros, se filiou ao PSOL em Uberaba e pediu o desligamento do partido por conta própria.

Tópicos: eleições 2018



Nenhum comentário:

Postar um comentário

O espaço de comentários do blog são moderados. Não serão aceitas as seguintes mensagens:
Que violem qualquer norma vigente no Brasil, seja municipal, estadual ou federal;
Com conteúdo calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade, ou que desrespeite a privacidade alheia;
Com conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas; acusações sem provas, citando nomes de pessoas, se deseja fazer algum tipo de denúncia envie por e-mail que vamos averiguar a veracidade das denúncias, sendo esta verdadeira e de interesse coletivo será divulgada, resguardando a fonte.
Com linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica;
De cunho comercial e/ou pertencentes a correntes ou pirâmides de qualquer espécie; Que caracterizem prática de spam;
Fora do contexto do blog.
O Blog do Experidião:
Não se responsabiliza pelos comentários dos freqüentadores do blog;
Se reserva o direito de, a qualquer tempo e a seu exclusivo critério, retirar qualquer mensagem que possa ser interpretada contrária a estas regras ou às normas legais em vigor;
Não se responsabiliza por qualquer dano supostamente decorrente do uso deste serviço perante usuários ou quaisquer terceiros;
Se reserva o direito de modificar as regras acima a qualquer momento, a seu exclusivo critério.