Postagem em destaque

Inscrições abertas para a ‘Feira Doce e Queijo’ em Pompéu

Prazo segue até 5 julho. Produtores de queijo e doce do município podem se inscrever e itens serão avaliados no evento. Por G1 Centro-Oeste ...

sábado, 7 de abril de 2018

Delegado de Abaeté diz quê alegação de trabalho escravo de Paraguaios pode ser falsificada e que vai pedir ajuda a polícia do país vizinho


Objetivo é buscar informações se paraguaios detidos têm passagens no país. Reincidência de quatro deles faz delegado conduzir com cautela indício de trabalho escravo.

Por Mariana Gonçalves, G1 Centro Oeste de Minas

06/04/2018 12h33  Atualizado há 13 horas

Mais de 200 mil maços de cigarro foram apreendidos em fábrica clandestina (Foto: Polícia Militar de Abaeté/Divulgação)

A Polícia Civil informou nesta sexta-feira (6), que estuda acionar a Polícia do Paraguai para ajudar nas investigações dos estrangeiros presos em uma fábrica clandestina de cigarros, na quinta-feira (5), em Abaeté.

O objetivo da Polícia Civil, segundo o delegado Rodrigo Noronha, é buscar informações se os paraguaios detidos têm passagens no país deles e, se confirmadas, quais os crimes eles cometeram.

A polícia também busca informações se eles trabalhavam em fábricas de cigarro no Paraguai. Segundo o delegado, do total de estrangeiros, quatro deles são reincidentes por crimes semelhantes em outras regiões do Brasil.

Este fato, inclusive, faz com que Rodrigo conduza com cautela a investigações sobre os indícios de que os paraguaios tenham sido vítimas de trabalho escravo.

Os estrangeiros relataram que eram impedidos de sair dos alojamentos da fábrica, e de usar o telefone. Um bloqueador de sinal de celular foi encontrado no imóvel. Eles disseram ainda que chegavam ao local com os olhos vendados para não conseguir identificar onde estavam.

"Essa questão do trabalho escravo, estamos trabalhando com uma fragilização dessa possível ocorrência. Até mesmo em razão do contexto que estamos apurando desde ontem. Vamos tentar com a Polícia paraguaia, verificar a informação de crimes praticados por eles no país. Se eles têm passagem por esse, ou outros crimes", informou Noronha.


O delegado informou que vai solicitar à Justiça a incineração do material apreendido. Também foi solicitada a apreensão do maquinário que será levado para um galpão sob responsabilidade da Polícia Civil.

Fábrica Clandestina

Pelo menos 15 estrangeiros foram encontrados no local junto com dois brasileiros. Foram apreendidos 270 mil maços de cigarros, em uma fábrica clandestina de cigarros na Comunidade Rural de Tabocas, em Abaeté.

A polícia chegou até o galpão após moradores denúnciarem a movimentação no local. O maquinário foi apreendido pela Polícia Civil.

Na fábrica, estima-se que eram produzidos, em média, 3 milhões de cigarros por dia. Na embalagem, eram usados rótulos de três marcas e os produtos seguiam para São Paulo.

Um brasileiro de 33 anos é apontado como gerente da fábrica e pode responder por falsificação, lavagem de dinheiro e trabalho escravo - caso seja confirmado -, segundo a polícia.

Estrangeiros e brasileiros foram presos nesta quinta-feira (5) em Abaeté (Foto: Polícia Militar de Abaeté/Divulgação)


Nenhum comentário:

Postar um comentário

O espaço de comentários do blog são moderados. Não serão aceitas as seguintes mensagens:
Que violem qualquer norma vigente no Brasil, seja municipal, estadual ou federal;
Com conteúdo calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade, ou que desrespeite a privacidade alheia;
Com conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas; acusações sem provas, citando nomes de pessoas, se deseja fazer algum tipo de denúncia envie por e-mail que vamos averiguar a veracidade das denúncias, sendo esta verdadeira e de interesse coletivo será divulgada, resguardando a fonte.
Com linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica;
De cunho comercial e/ou pertencentes a correntes ou pirâmides de qualquer espécie; Que caracterizem prática de spam;
Fora do contexto do blog.
O Blog do Experidião:
Não se responsabiliza pelos comentários dos freqüentadores do blog;
Se reserva o direito de, a qualquer tempo e a seu exclusivo critério, retirar qualquer mensagem que possa ser interpretada contrária a estas regras ou às normas legais em vigor;
Não se responsabiliza por qualquer dano supostamente decorrente do uso deste serviço perante usuários ou quaisquer terceiros;
Se reserva o direito de modificar as regras acima a qualquer momento, a seu exclusivo critério.