Postagem em destaque

Inscrições abertas para a ‘Feira Doce e Queijo’ em Pompéu

Prazo segue até 5 julho. Produtores de queijo e doce do município podem se inscrever e itens serão avaliados no evento. Por G1 Centro-Oeste ...

quarta-feira, 21 de março de 2018

Mulher alega que só matou o marido a facada depois de apanhar por vinte anos e é liberada na Delegacia de Abaeté.

Quatro dias após o crime, dona de casa se entregou, foi ouvida e responderá ao processo em liberdade.


Mulher mata homem por supostos agressões sofridas ao longo do casamento


PUBLICADO EM 20/03/18 - 18h39


CAROLINA CAETANO


Uma mulher de 45 anos que matou o marido em Abaeté, na região Central do Estado, se entregou à Polícia Civil nessa segunda-feira (20). Ela confessou o assassinato e afirmou que não não aguentava mais ser vítima de violência doméstica. O homem já havia sido preso em data anterior justamente por agredir a companheiro.

A gota d’água ocorreu na última sexta-feira (16), quando, na frente dos vizinhos, a dona de casa e Wenderson Conceição, de 40 anos, conhecido pelo apelido de “Fedegoso”, começaram a discutir no meio da rua. “O casal sempre  brigava, ele tinha um perfil agressivo e, nesse dia da discussão, não houve nenhum motivo específico para o desentendimento”, contou o delegado Rodrigo Noronha.

Durante o atrito, conforme testemunhas contaram à Polícia Militar, a suspeita chegou a jogar um tênis contra o marido. Não satisfeita, foi até a casa da família, pegou uma faca, voltou para a rua e atingiu Fedegoso. O homem chegou a ser socorrido, mas não resistiu ao ferimento. Após o crime, a mulher ainda lavou a faca e a colocou debaixo do micro-ondas. Em seguida, fugiu.

“Cheguei na delegacia na segunda de manhã e ela já estava me aguardando. Em depoimento, ela disse que era sempre agredida  e chegou nesse ponto de matá-lo. A ficha dela, aparentemente, não caiu ainda (em relação à morte). A intenção não era matar, segundo ela”, destacou o delegado.

Liberada

Após horas de depoimento, a mulher foi liberada, uma vez que o período de flagrante já havia expirado. A princípio, o delegado afirmou que não pretende pedir a prisão preventiva ou temporária da investigada, que responderá o processo em liberdade.

“Ela não é uma pessoa envolvida no crime, não vai fugir à responsabilidade criminal.  O crime foi registrado como homicídio e vamos investigar  os fatos. A Polícia Civil vai apurar se o caso se trata de uma legítima defesa ou uma execução. Devemos destacar que a solução não é fazer justiça com as próprias mãos. A mulher agredida deve procurar a delegacia e denunciar a violência”, finalizou Noronha.

4 comentários:

  1. OI TUDO BEM. CONHEÇO O CASAL HA VARIOS ANOS E POSSO AFIRMAR COM CERTEZA Q AGRESSAO VINHA DA PARTE DELA,INCLUSIVE TEMOS RELATOS E TESTEMUNHAS QUE ELA O AGREDIU NUM BAR CORTANDO LHE O ROSTO COM UM COPO ONDE LEVOU VÁRIOS PONTOS, OUTRAS VEZES JA AGREDIU COM FACADAS E NESSA VEZ QUE CHEGOU A QUARTA TENTATIVA FOI FATAL DAS OUTRAS VEZES PERFUROU A BARRIGA E OUTRAS PARTE DO CORPO.

    ResponderExcluir
  2. casal brigava muito. Pelos vizinhos ele nunca bateu nela, ela sempre o agrediu inclusive ela ja havia esfaqueado ele outras vezes, fora as agressoes com garrafas e outros objetos.

    ResponderExcluir
  3. Eu acho é pouco O próximo será Jamil aguardem

    ResponderExcluir
  4. É mentira dela.Ele não era nenhum santo,mas essa mulher não vale nada. Ela sempre bateu nele e ele infelizmente nunca agrediu ela.Ela já esfaqueou ele outras vezes na perna,na barriga,no peito,fora as tijoladas que ela dava na cabeça dele,unhava a cara dele toda,humilhava ele e falava ainda que ele não era homem e não tinha corajem de fazer nada com ela. e o bobo nunca registrou um BO contra ela,ninguem entende o porque ela fazia isso e ele nunca fazia nada com ela. Inclusive na hora do acontecido a briga começou porque ele tinha um dinheiro que tinha recebido do serviço que tinha feito durante a semana fazendo cilo e ele ia pagar o aluguel e ela queria o dinheiro para usar droga,como ele não deu ai começou a briga.A reportagem deveria ir atrás e procurar saber direito da história que eles tinham antes de colocar essa mulher como inocente.Lamentável.

    ResponderExcluir

O espaço de comentários do blog são moderados. Não serão aceitas as seguintes mensagens:
Que violem qualquer norma vigente no Brasil, seja municipal, estadual ou federal;
Com conteúdo calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade, ou que desrespeite a privacidade alheia;
Com conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas; acusações sem provas, citando nomes de pessoas, se deseja fazer algum tipo de denúncia envie por e-mail que vamos averiguar a veracidade das denúncias, sendo esta verdadeira e de interesse coletivo será divulgada, resguardando a fonte.
Com linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica;
De cunho comercial e/ou pertencentes a correntes ou pirâmides de qualquer espécie; Que caracterizem prática de spam;
Fora do contexto do blog.
O Blog do Experidião:
Não se responsabiliza pelos comentários dos freqüentadores do blog;
Se reserva o direito de, a qualquer tempo e a seu exclusivo critério, retirar qualquer mensagem que possa ser interpretada contrária a estas regras ou às normas legais em vigor;
Não se responsabiliza por qualquer dano supostamente decorrente do uso deste serviço perante usuários ou quaisquer terceiros;
Se reserva o direito de modificar as regras acima a qualquer momento, a seu exclusivo critério.