Postagem em destaque

Candidatos por vaga no concurso da PMMG

sábado, 17 de fevereiro de 2018

Buracopeu: depois de oito dias de festa o pompeano "cai na real" e no buraco.



A grande maioria das pessoas gosta ou "curte" festas pois é um momento onde se esquece dos problemas e que a alegria transborda em forma de dança, de risos e de confraternizações.

Porém, administrar é eleger prioridades. Gastar mais de 250 mil reais em uma festa prolongada, enquanto a maioria dos municípios cancelaram o evento para economizar, não nos parece uma boa ideia.

Para que o leitor do blogue compreenda façamos a seguinte comparação:

Suponhamos que uma tribo indígena está convivendo com uma crise sanitária e de malária. Ratos invadindo as ocas e transmitindo peste bubônica para as crianças da tribo, índios morrendo de malária e as trilhas de acesso a tribo esburacadas. Nestas condições a Funai decide destinar 250 mil para ser usada como a tribo decidir.
Como naquela semana é o aniversário do Cacique que vive viajando, então os conselheiros da tribo resolveram organizar com o dinheiro uma grande festa de aniversário para o Chefe e usar o dinheiro para contratar índios artistas de outras tribos, afinal nossos índios estão doentes e tristes, precisamos de uma festa para alegrar a todos, depois cuidamos das estradas e da saúde dos nossos índios.

Uma grande festa é realizada ao lado da Oca onde moram os Anciãos da Aldeia que é também do lado do campo sagrado onde os índios mortos são enterrados.

Carnapompeu.



Poucas pessoas são contra a realização do carnaval, porém as verbas em momentos de crise como este que estamos vivendo tem que ser usadas de forma racional e não emocional.
A Banda Araketu que tocou no sábado dia 03/02 foi um exemplo gritante da falta de bom senso. A mesma chegou atrasada e começou a tocar por volta de 02:20h, sendo que, conforme acordo firmado com a Policia Militar, a festa teria que ser encerrada às 03:00h, ou seja, tocaram 40 minutos em Pompéu.


O blogue tentou saber com a assessoria de Imprensa da Prefeitura o valor que foi efetivamente pago a banda, porém não obteve resposta. Então entramos em contato com a assessoria da banda e foi informado que um Show como o que aconteceu em Pompéu custa em média 150 mil reais, ou seja o contribuinte de Pompéu pagou R$3750,00 (três mil setecentos e cinquenta reais) por minuto tocado, ou ainda, cada cidadão de Pompéu (mesmo os que não foram no carnaval) pagaram 3 reais para que a Banda Araketu viesse e ficasse 40 minutos cantando em Pompéu, valeu a pena?

Buracos 


Depois de alegar que a operação tapa buraco se iniciaria assim que parasse de chover, deu-se início uma operação que foi divulgada aos quatro ventos como uma parceria entre a Prefeitura e um empresário da cidade.
A iniciativa do Empresário Pedro Ronaldo é realmente de se aplaudir, sabemos que diversos empresários ajudam diversas entidade em Pompéu e isso é louvável. Porém neste caso específico parece ter sido somente uma jogada de marketing, pois os bairros afastados da cidade continuam em estado precário. 

"Cada minuto do Show da Banda Araketu em Pompéu daria para tampar buracos de 100 metros de rua em Pompéu"afirmou ao blogue um engenheiro que presta serviço a prefeitura e que pediu para não ser identificado.

Mas pelos menos o carnaval ocorreu sem maiores problemas, foi bom enquanto durou...

8 comentários:

  1. Olha eu tbm concordo demais em realizar o tapa buracos nas nossas vias pois está muito precário nem parece que pagamos nossos impostos, mas tbm tenho uma observação a se fazer, que quando for fazer um vídeo desse e desde que vc seja o condutor do veículo então o correto seria para o veículo para fazer então o tal vídeo pois além de ser lei ainda colocar a vida de terceiros em risco por está correndo risco de acidentes ainda mais com essas vias vergonhosas cheia de buracos

    ResponderExcluir
  2. É a vez do povo .
    Saudades do Joaquim Renovação .

    ResponderExcluir
  3. A turma da Hilux fazendo falta .

    ResponderExcluir
  4. Isso mesmo foi bom em quanto durou .mas infelismente a cidade continua igual.é uma falta de respeito com a populaçao.agora eu pergunto cade as verbas q vem pra pompéu.agora e epoca de pagar os inpostos eu quero so ver qual vai ser a prossima desculpa q ele vai dar affffff

    ResponderExcluir
  5. Estamos esperando a casa de Apoio em Belo Horizonte , para os doentes tratarem, como foi prometido em campanha

    ResponderExcluir
  6. Estamos esperando a casa de Apoio em Belo Horizonte , para os doentes tratarem, como foi prometido em campanha

    ResponderExcluir
  7. Pois meu amigo,agora pra completar a equipe de obras da prefeitura abriu mais uma cratera na rua João Machado em frente aquele cemitério velho num objetivo de construir uma rotatória,na qual parece sem um bom planejamento, pois está ficando pouco espaço pra trânsito de veículos de grande porte,uma vez que ali é entrada e saída da cidade,nota se que já tem mais de semana de obra é muito lenta prejudicando a ligação pro bairro N.S.Fatima!

    ResponderExcluir
  8. É uma falta de respeito fora os buracos a cidade ta horrivel suja , o pessoal da limpeza passa no centro 1 vez por semana , antes era tudo limpo , estou muito triste com a situação de Pompéu. Onde está o dinheiro ?

    ResponderExcluir

O espaço de comentários do blog são moderados. Não serão aceitas as seguintes mensagens:
Que violem qualquer norma vigente no Brasil, seja municipal, estadual ou federal;
Com conteúdo calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade, ou que desrespeite a privacidade alheia;
Com conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas; acusações sem provas, citando nomes de pessoas, se deseja fazer algum tipo de denúncia envie por e-mail que vamos averiguar a veracidade das denúncias, sendo esta verdadeira e de interesse coletivo será divulgada, resguardando a fonte.
Com linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica;
De cunho comercial e/ou pertencentes a correntes ou pirâmides de qualquer espécie; Que caracterizem prática de spam;
Fora do contexto do blog.
O Blog do Experidião:
Não se responsabiliza pelos comentários dos freqüentadores do blog;
Se reserva o direito de, a qualquer tempo e a seu exclusivo critério, retirar qualquer mensagem que possa ser interpretada contrária a estas regras ou às normas legais em vigor;
Não se responsabiliza por qualquer dano supostamente decorrente do uso deste serviço perante usuários ou quaisquer terceiros;
Se reserva o direito de modificar as regras acima a qualquer momento, a seu exclusivo critério.