Postagem em destaque

Corpo de mulher é encontrado com facadas e queimada atrás do SESC de Bom Despacho

Durante operação de combate à incêndio em uma fazenda localizada atrás do Sesc de Bom Despacho o corpo de uma mulher foi encontrado carboni...

domingo, 31 de dezembro de 2017

Mulher desaparece em Abaeté e camionete é encontrada queimada, corpo encontrado pode ser da vítima

Segundo a Policia, no sábado das uma hora da manhã foi encontrada uma Hilux, placas NEY6700 em chamas na cidade de Abaeté, na estrada que liga Abaeté a Cedro do Abaeté.


O veículo pertence a KATIANE ROSA DE JESUS ARAÚJO, esposa de SGT EDIVALDO JOSÉ PINTO, lotado em Martinho Campos. Segundo o militar sua esposa havia saído em tal veículo por volta das 19h00.

Buscas foram realizadas e Katiane não foi encontrada a durante todo o dia.


Porem na noite deste domingo um corpo carbonizado foi encontrado em um local chamado de Morro da Coruja na cidade de Abaeté.  Pericia acionada a comparecer ao local.

Infelizmente o corpo pode ser de Katiane.

O Policia investiga o caso.

sexta-feira, 29 de dezembro de 2017

Policia Civil limpa as ruas de Araujos e Perdigão




Operação 'Peloponeso' teve início na manhã desta sexta-feira (29).




Por G1 Centro Oeste de Minas







Mandados de busca e apreensão são cumpridos pela polícia em Perdigão e Araújos



Dezoito mandados de busca e apreensão são cumpridos na manhã desta sexta-feira (29) pela Polícia Civil em Perdigão e Araújos. Nove pessoas foram presas e a polícia apreendeu carros, armas e drogas.


Batizada de "Peloponeso", a operação resulta de dois meses de investigações e é conduzida pela Delegacia Regional de Nova Serrana junto com o 7° Departamento de Divinópolis e o Departamento Estadual de Combate ao Narcotráfico (DENARC).



Operação 'Peloponeso' cumpre mandados em Perdigão e Araújos (Foto: Divulgação/Polícia Civil)


Além do combate ao tráfico de drogas, a operação apura denúncias de homicídios decorrentes da rivalidade de traficantes estabelecidos nas duas cidades.


Carcará caça bandidos no Centro Oeste de Minas.


Ainda de acordo com a Polícia Civil, estão envolvidos no cumprimento dos mandados 60 agentes. A operação utiliza 20 veículos da polícia e um helicóptero.

Ministério Público e UFMG consideram Pompeu e Martinho Campos terra de Índio.

Índios Kaxixo receberão atenção especial.


quinta-feira, 28 de dezembro 2017, às 14h13atualizado em quinta-feira, 28 de dezembro 2017, às 15h28

Grupo discute questões das mulheres KaxixósRaquel Portugal

A UFMG firmou parceria com o Ministério Público Federal de Minas Gerais (MPF/MG) que vai gerar uma série de ações em defesa dos direitos do povo indígena Kaxixó, em Martinho Campos, região central do estado. A ênfase do esforço conjunto recairá sobre os problemas enfrentados pelas mulheres, como aqueles relacionados à saúde mental e à organização política. A demanda foi do MPF/MG, que tem atuado em várias frentes em defesa dos direitos do povo Kaxixó.

Em meados de dezembro, um grupo da UFMG e do Ministério Público visitou a comunidade. Pela Universidade, estiveram  a  pró-reitora adjunta de Extensão, Claudia Mayorga, e as estudantes da pós-graduação em Psicologia Paula Gonzaga e  Juliana Dutra e a graduanda Júlia Oliveira. O MPF foi representado pela assessora jurídica Raquel Nunes e pela antropóloga Beatriz Accioly Vaz. O grupo foi recebido  pelo Cacique Nilvando, pelo vice-cacique Altair e pela enfermeira Karina, indígena kaxixó.

De acordo com a pró-reitora adjunta de Extensão, Claudia Mayorga, "o problema da violação dos direitos indígenas é histórico e enfrentá-lo exige a articulação de diversos atores como o Estado, o Ministério Público, a universidade e outros". Foi estabelecido um cronograma de trabalho que terá início em fevereiro de 2018.

Com Assessoria de Comunicação da Pró-reitoria de Extensão


quarta-feira, 27 de dezembro de 2017

Operação Fênix transforma relacionamento entre polícias Militar e Civil em cinzas.

Resultado de imagem para fenix

Amália Goulart / 27/12/2017 - 06h00: 
A operação Fênix, deflagrada no último dia 19, criou um racha entre as polícias Civil e Militar. O problema caiu no colo do governador Fernando Pimentel (PT). Toda a direção da Polícia Civil (PC) assinou um documento, encaminhado ao petista, no intuito de dar ciência do que considera “fatos graves”. 
A revolta vem da prisão de policiais civis, dentre eles, delegados, feita por policiais militares e rodoviários federais. A Polícia Civil contesta a ação por entender que ela poderia ser feita apenas pela própria corporação. É que em 2015 as polícias assinaram uma espécie de acordo, Resolução Conjunta 196, que prevê a detenção de policiais apenas pela entidade em que são lotados. 
“O combate a ilegalidade se faz em estrito cumprimento a lei. Nesse aspecto a atuação da Polícia Militar desrespeitou o disposto na Resolução Conjunta 196/2015, instrumento assinado pelo Comandante Geral da Polícia Militar, juntamente com o Secretário de Estado, Chefe da Polícia Civil e Comandante do Corpo de Bombeiros Militar, a qual determina que a condução de integrante dessas instituições deve se dar pela própria instituição, de forma a garantir uma cooperação e boa relação entre as forças de segurança, situação essa desejada por todos nós mineiros. A Polícia Civil, até por atuar sempre nos ditames legais, cumpre com rigor o disposto na mencionada Resolução Conjunta e cobra firmemente das demais instituições a mesma observância”, diz trecho do documento assinado pela cúpula da PC.

Resultado de imagem para pc vs pm
Nele, os delegados e inspetores pedem ao comandante Geral da Polícia Militar e à Corregedoria a “instauração de instauração de procedimento disciplinar contra os comandantes das áreas envolvidas pela inobservância do disposto na resolução”. A PC também acionou o Conselho Nacional de Justiça e o Ministério da Justiça, para providências envolvendo a Polícia Rodoviária Federal. 
Entre os delegados que assinam o documento estão o Chefe da Polícia Civil, João Octacílio Silva Neto, e o adjunto, Rogério de Melo Franco Assis Araújo. 
A operação Fênix contou com a atuação de 500 policiais militares e 150 policiais rodoviários federais. Foram cumpridos 200 mandados, sendo 136 de prisão preventiva. Dez dos presos são delegados. 
A ação foi desencadeada pelo Ministério Público, por meio do Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado (Gaeco). O Ministério Público acusa os envolvidos de crimes como falsidade ideológica, corrupção passiva e ativa, roubo, obstrução à Justiça e até tráfico de drogas.
A Fênix teve como base a cidade de Uberlândia, no Triângulo Mineiro. 
O delegado Rogério de Melo expediu um memorando a todos os chefes de departamentos da Polícia Civil pedindo, em um prazo de 24 horas, informações sobre possíveis arbitrariedades cometidas durante a operação. 
A Polícia Militar, por meio de nota, informou que “apoiou uma operação de titularidade do Ministério Público. As conduções foram determinadas em ordem judicial, que tem força de lei”.
Ou seja, nas entrelinhas fica a ideia de que um acordo entre as corporações não tem força de lei. 
Enquanto as policias brigam a violência avança em Minas Gerais

BOM DESPACHO: Família recebe doações após reportagem do blogue e da TV Alterosa



A família que teve a casa incendiada  recebeu ajuda da comunidade e repassa a outras familias parte dos presentes que recebeu.

Graças a você leitor esta família teve um Natal feliz.

O blogue agradece.

segunda-feira, 25 de dezembro de 2017

Pompeu, violência sem fim: sobrinho do Prefeito é executado a tiros na noite de Natal

Resultado de imagem para luto violencia
O Jovem Alisson covardemente executado em Pompeu
Alisson Alves Campos, de 23  sobrinho do atual Prefeito de Pompéu Ozeas Campos foi vítima de uma emboscada  no Bairro Cruz das Almas em Pompéu. Um adolescente de 16 anos que estava com ele não se feriu. Suspeitos não foram identificados.


De acordo com a Polícia Militar (PM), populares denunciaram, na madrugada desta segunda-feira (25), que ouviram barulho de disparo de arma de fogo no Bairro Cruz das Almas. Ao verificar a denúncia, os militares encontraram, próximo ao trevo de acesso a MG-420, uma motocicleta caída no chão.


Em seguida apareceu o adolescente contando que ele e o amigo estavam no veículo quando um carro se aproximou, uma pessoa desceu e anunciou o assalto, atirando em seguida. O adolescente correu para uma casa onde pediu socorro e o jovem correu para um terreno.


No terreno os militares encontraram a vítima com uma perfuração no braço e outra no tórax. Uma ambulância municipal foi acionada e o levou para o Pronto Atendimento. Posteriormente ele foi transferido para um hospital em Sete Lagoas em estado grave onde acabou falecendo.


O adolescente ainda disse para a PM que, após os disparos, os suspeitos fugiram sentido ao Bairro Aritana e não foram localizados. A motocicleta que as vítimas estavam foi apreendida e levada para o pátio credenciado ao Detran.

Ajude a capturar os assassinos, o blog recebeu a denuncia de que os autores ocupavam um carro branco com o final da placa 0514, se você tiver informações ligue  190 ou 181, pode ser de forma anônima.

O blogue leva suas condolências aos familiares e amigos do jovem vitima de mais essa tragedia em Pompeu.

Segundo informações o enterro será as 21 horas sendo que o corpo está sendo velado na Igreja Assembleia de Deus em Pompeu.

sábado, 23 de dezembro de 2017

Um bom exemplo para Minas: Suspeito de matar PM é retirado de ambulância e executado por grupo armado



Homem estava sendo transferido para Palmas, quando ambulância foi interceptada. Ele é um dos suspeitos de matar policial em Porto Nacional.

Por G1 Tocantins

23/12/2017 11h08  Atualizado há 10 horas

Um dos suspeitos de matar o policial militar Rubim Monteiro Lopes, de 33 anos, foi assassinado a tiros na madrugada deste sábado (23). Daniel Ferreira de Souza tinha sido ferido pelo militar e estava sendo transferido para Palmas em uma ambulâcia. A PM informou que o veículo foi interceptado na TO-050 por homens armados, que atiraram em Daniel.

O cabo da PM foi morto na noite desta sexta-feira (22). Ele estava de folga e trafegava em uma motocicleta na rua da casa onde morava, em Porto Nacional, quando foi atingido por tiros. O policial também foi agredido com pedaços de pau e pedras.

Mesmo ferido, o policial conseguiu atirar e atingiu um dos suspeitos. Segundo a Polícia Militar, Daniel estava sendo transferido para Palmas, onde passaria por uma cirurgia, mas a ambulância foi parada na rodovia. A PM disse que homens armados e ainda não identificados desceram de um carro de cor preta, tiraram o suspeito da ambulância e o mataram a tiros.

O corpo foi levado para o IML de Palmas.

 



quarta-feira, 20 de dezembro de 2017

Ladrão tenta assaltar ônibus da Viação Sertaneja e é morto a tiros por Policial passageiro



Um homem invadiu um ônibus da Viação Sertaneja que fazia o trajeto Unai a Belo Horizonte na manhã desta quarta feira, ao anunciar o assalto ele foi surpreendido por um policial que fazia o trajeto como passageiro.


O policial reagiu e acabou matando o ladão,  os outros passageiros se assustaram mas aplaudiram a atitude do policial.

Azarados.


A alguns messes  uma quadrilha especializada em roubar ônibus que retornavam do Paraguai invadiram por engano um ônibus que levava quarenta policiais civis para uma manifestação em Brasilia não deu outra, quatro foram mortos na hora e outro fugiu baleado e foi encontrado alguns dias depois em um matagal próximo com o corpo parcialmente devorado pelo urubus.
Os policiais acabaram perdendo a manifestação.

Família tem casa destruída por incêndio em Bom Despacho e pede ajuda reportagem da TV Aterosa

segunda-feira, 18 de dezembro de 2017

BB: roube-me que eu gosto, banco nada muda e continua sendo alvo dos Bandidos


Vítimas relatam medo constante e comércio acumula prejuízos; Polícias Militar e Civil reforçam investigações e ações preventivas. Bancos também se posicionaram.



Por Carina Lelles, G1 Centro-Oeste de Minas
17/12/2017 15h05 Atualizado há 4 horas


Em Pompéu os bandidos explodiram caixas e mataram três pessoas (Foto: TV Integração/Reprodução)


A série de ataques a caixas eletrônicos registrados no Centro-Oeste de Minas fez com que moradores mudassem a rotina e precisassem se deslocar para outras cidades para conseguir receber pagamentos. Os comerciantes reclamam que as vendas caíram e a inadimplência aumentou e as polícias Militar e Civil fazem uma força-tarefa para reprimir a modalidade criminosa e prender os suspeitos.

O G1 fez levantamento das cidades que registraram explosões de caixas eletrônicos nos últimos 40 dias e conversou com moradores e comerciantes sobre a rotina após os ataques. O crime é considerado pelas forças de segurança como dano ao patrimônio, mas as consequências atingem muito além dos estabelecimentos bancários.

De acordo com os dados da Polícia Militar, até o dia 5 de dezembro foram registradas 22 ocorrências de explosão de caixas eletrônicos em 2017, na área de abrangência da 7ª Região da PM. O último ataque foi ao equipamento do Banco do Brasil instalado no Fórum de Formiga, no dia 12 de dezembro, segunda vez em pouco mais de 30 dias, em que a agência do Bradesco foi destruída.

Com relação ao caixa eletrônico do Banco do Brasil, a assessoria de imprensa informou que que há outra agência localizada a 300m do local, à disposição para atendimento aos clientes.

Já a assessoria de comunicação do Bradesco informou que não há previsão de abertura da agência. “O Bradesco está avaliando os danos ocorridos para reestabelecer o atendimento o mais breve possível. Os clientes da cidade podem fazer suas transações nas cinco unidades do Bradesco Expresso, correspondente bancário que oferece atendimento em estabelecimentos comerciais em horário diferenciado”, diz a nota.

“Formiga tem cerca de 70 mil habitantes. É uma cidade relativamente grande e temos sofrido com estes ataques, foram três nos últimos meses. Ainda não atrapalha para fazermos as transações bancárias, mas ficamos com medo de acontecer o que aconteceu em Pompéu”, ressaltou o morador, Diógenes Modesto da Cruz, de 55 anos.




Pompéu



Alisson morreu ao ser atingido por um tiro no ombro quando saia do trabalho em Pompéu (Foto: Reprodução/Rede Social)

O exemplo usado para explicar o medo do Diógenes, foi a explosão a caixa eletrônico ocorrido na madrugada de 5 de dezembro, em Pompéu. Os cabos da PM, Osías Alves de Barros, de 33 anos e Lucas Reis Rosa, de 27, morreram no confronto com os criminosos.

O jovem Alisson dos Reis Pinheiro, de 22 anos, também foi uma das vítimas. Ele voltava para a casa após sair da lanchonete onde trabalhava como atendente e foi atingido por um tiro no ombro.


“O patrão dele nos contou que ele havia sido baleado. Chagamos ao local e ele já estava morto. Ficamos até as 8h da manhã aguardando a retirada do corpo dele do local, foi muito tempo de agonia. Ainda não conseguimos voltar à rotina, para nós a ‘ficha’ ainda não caiu. Não saímos de casa à noite por medo. A gente está acostumado a ver umas coisas dessas na televisão, mas nunca imagina que vai acontecer na nossa casa”, contou o irmão da vítima, Adisson dos Reis.



E não foi somente as famílias das vítimas que sofreram com o ataque. A agência do Banco do Brasil foi atingida e, com isso, os serviços bancários foram suspensos.

“Isso afeta muita gente e também o comércio. Aposentados e outras pessoas que recebem no Banco do Brasil têm que ir para outras cidades para receber, com isso eles acabam fazendo as compras nestas outras cidades e os comerciantes estão sentindo os impactos”, revelou a secretária executiva da Associação Comercial de Pompéu, Sirlene Menezes.


Em nota, o Banco do Brasil informou que agências em todo o país tiveram suas estruturas comprometidas em razão de ações criminosas ao longo dos últimos anos. “Esses ataques têm levado a contingenciamentos, suspensão temporária ou mesmo definitiva do atendimento em alguns municípios do país. O BB lamenta os transtornos ocasionados por fatores alheios à sua vontade. Os sinistros prejudicam a integridade física e emocional de clientes, funcionários e prestadores de serviços”, conforme o texto.

Ainda na nota, o Banco do Brasil informou que a recomposição estrutural de pontos de atendimento é um processo oneroso.

“O BB precisa cumprir requisitos legais para licitação de contratação de projetos arquitetônicos e de engenharia, para realização de obras. É preciso adquirir todo o mobiliário e equipamentos, inclusive de segurança, necessários ao seu funcionamento. Como alternativa à suspensão do atendimento, os clientes podem utilizar correspondentes bancários e casas lotéricas para saques e consulta a saldos e extratos, além da rede Banco 24 Horas para transações de saques, consulta a saldos e extratos, recebimento de benefício e pagamento de contas”.

A secretária executiva de Pompéu ressaltou que os Correios e Casas Lotéricas auxiliam, porém há um limite para saques e depósitos.

“Já recebemos relato de pessoas que foram para a fila dos Correios as 5h da madrugada e não conseguiram receber porque o dinheiro tinha acabado quando chegou a vez. Tivemos relato também de uma pessoa que foi receber em Martinho Campos e na volta para Pompéu foi cercado e assaltado na estrada”, afirmou.



Pitangui



Agência dos Correios auxiliava os moradores após explosão no Banco do Brasil, mas o local também foi alvo dos criminosos (Foto: Polícia Militar/Divulgação)


Em Pitangui a situação também é crítica. A agência do Banco do Brasil foi explodida em setembro. O local ficou totalmente destruído e a explosão gerou um incêndio. Menos de dois meses depois, a agência dos Correios da cidade também foi alvo dos criminosos.

“Aposentados e professores, além dos funcionários de uma mineradora recebem no Banco do Brasil. Depois da explosão na agência, a gente contava com atendimento dos Correios, mas a agência também foi explodida. Com isso, estas pessoas vão para Pará de Minas ou Nova Serrana para receber, fazem as compras por lá, gastam o dinheiro por lá mesmo. Até a inadimplência cresceu em Pitangui”, destacou a gerente administrativa da Associação Comercial de Pitangui, Marta Barcelos.

E não foi somente o comércio que foi afetado na cidade. No terceiro andar do prédio do Banco do Brasil que foi explodido, funcionava o Instituto Histórico de Pitangui, onde estavam arquivados documentos históricos e livros do século 18. No local, também estavam guardadas dezenas de imagens sacras que foram restauradas. Segundo o instituto, apenas alguns papeis na recepção foram queimados, mas todo o material histórico, cerca de 100 mil peças, foi preservado.

O Instituto Histórico de Pitangui permanece sem sede. O acervo de arte sacra foi transferido para uma sala cedida por um morador de Pitangui. Para evitar o roubo, o local é mantido em segredo, sendo do conhecimento de pouquíssimas pessoas na cidade e outra parte foi transferido para o prédio da Biblioteca Municipal, cedido pela Prefeitura de Pitangui. Porém, os documentos estão apenas armazenados no local e não é possível que sejam consultados.

“É preocupante. O trabalho de organização está parado e o material vai ter que passar por um processo de higienização para tirar a fuligem que ficou”, explicou um dos membros da diretoria do Instituto, Marcelo Freitas.




Morro do Ferro e São Francisco de Paula



Policial transferido após ser baleado no Distrito Morro do Ferro em Oliveira (Foto: Thiago Carvalho/G1)

Morro do Ferro é um distrito de Oliveira e teve a única agência bancária do local, o Sicoob, explodida no dia 5 deste mês. Um militar, de 33 anos, que estava de folga, teve a casa cercada pelos criminosos e foi baleado. Segundo a Polícia Militar, ele já recebeu alta hospitalar. Em São Francisco de Paula, o alvo também foi uma agência do Sicoob, a única na cidade, no dia 9 de novembro.

Os moradores têm que ir para cidades vizinhas para poder fazer transações bancárias e receber pagamentos, dependendo do valor. “Aqui é muito pequeno e geralmente as pessoas vão em Oliveira para resolver outros assuntos. Com a falta do banco aqui, fica ainda pior porque os clientes desapareceram e a gente fica vendendo ‘picado’, coisa miúda”, disse o comerciante Ademiro Silva, do distrito de Morro do Ferro.

A assessoria de comunicação do Sicoob informou que as agências seguem normas e são equipadas com instrumentos de segurança.

“A questão que percebemos é de que, em algumas épocas do ano, há um aumento desse tipo de crime a instituições financeiras e comércio em geral, não só a bancos e cooperativas, mas também financeiras, casas lotéricas, comércio com grande volume de vendas etc.. Infelizmente essas quadrilhas devem ser investigadas e impedidas de continuar a atuação e isso, o Sicoob trabalha de forma efetiva junto ao lado de investigadores e Polícia. O Sistema sempre colabora com as autoridades nas investigações sobre casos de assalto as agências e explosões de caixas eletrônicos, e se coloca à disposição para contribuir de forma efetiva junto aos investigadores e à Polícia”, diz o texto.




Arcos



Um dos veículos utilizado pelos criminosos na explosão agência bancária em Arcos foi encontrado carbonizado (Foto: Polícia Militar/Divulgação)

Em Arcos, uma agência do Banco do Brasil foi explodida na madrugada de 4 de dezembro. Os criminosos fizeram 12 pessoas reféns, realizaram diversos disparos pela cidade, inclusive contra as câmeras do sistema "Olho Vivo", e fugiram em seguida.

O G1 conversou com uma das vítimas, que pediu para não ser identificada. O homem, de 33 anos, contou que estava com amigos em uma lanchonete e já estava indo embora quando os suspeitos chegaram.

“Eles estavam com armas pesadas, mandaram a gente tirar a camisa e subir na carroceria de uma caminhonete. A todo o momento eles falaram que iam nos matar se a gente reagisse, mas nem tinha como fazer nada, eles eram muitos e estavam fortemente armados. Eu fecho o olho para dormir e não consigo, até hoje ouço o barulho dos tiros. Pensei que ia morrer”, revelou.



Alternativas



Para evitar a movimentação de dinheiro, as agências bancárias orientam os clientes a utilizar mais os cartões que o dinheiro de papel. O Sicoob informou que as cooperativas já têm utilizado e estimulados seus cooperados a utilizarem mais cartões e aplicativo móbile para efetivar as transações.

“Nas últimas abordagens criminosas, as pessoas envolvidas não obtiveram êxito. O transtorno maior, no caso, é a destruição causada nos caixas e agências. Muitas vezes, o cofre nem está com dinheiro vivo ou os bandidos se atrapalham e não o levam”.


O Banco do Brasil informou que busca sistematicamente ampliar a emissão e aceitação dos cartões de crédito e débito para o consumo de produtos e serviços em substituição ao papel moeda, com ganhos de agilidade e conveniência.



Investigações e prevenção



Agentes e militares especializados compõem a força-tarefa (Foto: Carina Lelles/G1)

Na área da 7ª região da PM e 7º Departamento da Polícia Civil, foi criada a força-tarefa contra a modalidade criminosa. As equipes serão formadas por agentes e militares especializados e atuarão principalmente nas cidades menores da região, que têm sido o alvo dos ataques as agências bancárias.

O chefe do 7º Departamento da Polícia Civil, Ivan Lopes, disse ao G1 que a força-tarefa está trabalhando muito, mas não poderia comentar os últimos casos para não atrapalhar as investigações.

sexta-feira, 15 de dezembro de 2017

Família tem casa queimada e o sonho destruído pelo fogo em Bom Despacho.

Ajude a reconstruir este sonho.



Veja o vídeo clicando acima:

Um incêndio queimou uma casa e destruiu os sonhos de uma família no Bairro Rosário 2 em Bom Despacho na manhã desta quinta..

Justamente no dia do aniversario de uma das crianças quando a mãe saiu para buscar o bole ao voltar se deparou com sua casa em chamas. pratimacvamento tudo foi destruido e os vizinhos e um carro pipa que demorou mais de uma hora para chegar no local apagaram o fogo.

Praticamente tudo foi destruido, a pericia esteve no local e constatou que uma extenção pode ter dado inicio ao fogo.

No dia seguinte a Policia Militar esteve no local com um caminhão, e os policiais ajudaram a retirar os moveis eletrodomésticos e roupas destruídas.

Assim que terminaram o resgate parte da casa desabou e por sorte ninguém se feriu.




Ajude a reconstruir os sonhos..


O blogue e a sociedade de Bom Despacho iniciaram uma campanha para arrecadar todos tipo de doação, como roupas, calçados, objetos para cozinha e eletrodomésticos.

Foi aberta uma conta no Credibom porem os dados fornecidos não estão batendo. Em breve o blogue vai tentar levantar o numero da conta para que os cidadaos que qpuderem fação sua doação de onde estão.


O nome da mãe da familia é Daliele Aparecida Oliveira e o seu celular é 99937 97 28
Ligue e ajude.

Policia Civil de Papagaios prende jovens que mataram ladrão de bicicleta.

A Policia Civil de Papagaios comandada pelo Delegado Regional de Pará de Minas DR. João depois de uma investigação eficiente prenderam um jovem que com a ajuda de outro homem matou um jovem de dezesseis anos e descartaram o cadaver.

Veja a reportagem da parceira do blogue TV Alterosa.

Abrigo tira o sossego dos moradores de Bom Despacho, da parceira TV Alterosa.

quinta-feira, 14 de dezembro de 2017

Pompeu vai ter concursos para a Prefeitura, fique atento concurseiro.

Edital de concurso público em Pompéu é divulgado pela Prefeitura

Inscrições para preenchimento de 87 vagas começam em fevereiro de 2018. Salário pode chegar a R$ 4.767,47.
Por G1 Centro-Oeste de Minas
 
Prefeitura de Pompéu abre 87 vagas em concurso público (Foto: Assessoria Prefeitura/Divulgação)
A Prefeitura de Pompéu divulgou edital para concurso público para preenchimento de 87 vagas em 35 cargos. As inscrições começam em fevereiro de 2018 e o certame terá validade de dois anos prorrogável por mais dois anos. Salários variam entre R$ 937 a R$ 4.767,47.


Segundo informações da assessoria de comunicação da Prefeitura de Pompéu, as inscrições poderão ser realizadas a partir das 10h do dia 19 de fevereiro de 2018 até às 21h do dia 20 de março do mesmo ano.


A inscrição será recebida, exclusivamente, via internet no endereço eletrônico Instituto Mineiro de Administração Municipal (IMAM) por meio do link correspondente ao Concurso Público da Prefeitura Municipal de Pompéu-MG – Edital 001/2017.


O concurso terá validade de dois anos prorrogável por mais dois anos. A execução das provas ficará sob a responsabilidade do IMAM Concursos. A taxa de inscrição varia de R$35 a R$85,00, associada ao cargo pretendido. O edital completo está disponível no site da Prefeitura de Pompéu.




CARGOS:




Auxiliar de Serviços Gerais; Bombeiro Hidráulico; Eletricista; Gari; Mecânico Eletricista; Motorista (Categoria D); Operador de Máquinas; Operário; Pedreiro; Pintor; Servente Escolar; Vigia; Auxiliar de Limpeza; Cuidador – Atendente (Abrigo); Frentista; Agente Administrativo; Agente de Fiscalização Sanitária ; Agente de Fiscalização Tributária; Auxiliar de Laboratório; Auxiliar de Saúde Bucal; Secretário Escolar; Técnico de Enfermagem; Técnico de Segurança do Trabalho; Técnico em Radiologia; Assistente Social; Enfermeiro Engenheiro de Segurança do Trabalho; Farmacêutico Bioquímico; Fisioterapeuta; Fonoaudiólogo; Médico do Trabalho; Nutricionista; Professor de Educação Básica; Professor de Educação Infantil; Psicólogo; Supervisor Pedagógico.

Operação comandada pelo Delegado Regional de Pará de Minas prende homicidas que aterrorizavam Papagaios.

A DRPC de Pará de Minas, em operação conjunta com a DPC de Papagaios, deflagrou operação na data de hoje (14/12/17), na Cidade de Papagaios, nova operação visando coibir a criminalidade violenta na Cidade, a operação faz parte de uma série de medidas desencadeada pela Polícia Civil nos últimos meses, que visam restabelecer a ordem e a paz social, dentre as quais, destacam-se frequentes operações visando identificar e prender autores e armas e ou objetos utilizados na prática crimes de tráfico de drogas e violentos, mutirão visando agilizar as investigações em curso na Unidade, cumprimento de mandados de prisão, dentre outras medidas.

A operação realizada na data de hoje, teve por escopo prender os autores do crime de homicídio praticado contra o adolescente D.S.R., de 16 (dezesseis) anos. Segundo as investigações o crime de homicídio, teria sido praticado pelos autores WILLIAN PEREIRA DA SILVA, LUCAS MENDES DE CASTRO, conhecido por NONÔ, JOSE OLIVEIRA CAMPOS NETO, vulgo JUZINHA, no dia 16/11/17, que teriam ceifado a vida da vítima, efetuando-lhe seis disparos de arma de fogo, para se vingar da vítima por esta ter furtado uma motocicleta e um aparelho celular de dois dos autores.


 Após mataram a vítima, os autores ocultaram o seu corpo em meio a uma mata, motivo pelo qual, os familiares registraram o registro do desaparecimento, até que no dia 04/12/17, o corpo foi localizado pela Polícia Civil, na estrada que liga a MG 060, ao povoado de Catita, nas proximidades da Fábrica de Explosivos, Zona Rural de Papagaios, já em avançado estado de putrefação.

Durante a operação, foram cumpridos os mandados de prisão e busca e apreensão nas residências dos investigados, tendo a Polícia Civil, efetuado a apreensão dos veículos utilizados para sequestrar a vítima e levá-la até o local onde a mesma seria covardemente executada, bem como a prisão dos investigados WILLIAN e LUCAS, sendo que o investigado JOSE OLIVEIRA, vulgo “JUZINHA”, não foi localizado em sua residência e nem na Cidade e por este motivo, já é considerado foragido pela PCMG, o qual teve sua fotografia apresentada aos órgãos de imprensa, para que a População que tiver notícias de seu paradeiro, repassem informações para a Polícia efetuar a sua prisão. A Polícia Civil investiga ainda o envolvimento de dois menores infratores, que possam estar envolvidos na prática do crime de homicídio.

Após o cumprimento dos mandados de prisão, os investigados foram encaminhados para o Presídio da Cidade de Pitangui, onde permanecem à disposição da Justiça. As investigações foram presididas pelo Delegado de Polícia Ederson Gonçalves da Silva, que contou com o apoio dos investigadores Marcelo Castex, Adriano Jardim, da escrivã Leijane Souza Diniz Ribeiro de Abreu, e foram coordenadas pelo Delegado Regional de Pará de Minas João Henrique Furtado de Oliveira. Na data de hoje, participaram da operação 11 (onze) policiais civis, e três viaturas.

quarta-feira, 13 de dezembro de 2017

Brasil da baderna: Papai Noel é apredrejado por adolescentes insatisfeitoscom os presentes

Resultado de imagem para violência natal charge

Um Papai Noel foi apedrejado por crianças depois que as guloseimas que distribuía em um trenó acabaram, no último domingo, 10, num bairro da periferia de Itatiba, cidade do interior de São Paulo. O homem, que faz parte de um grupo de voluntários, não chegou a ser atingido pelas pedras, mas ficou muito assustado.

O grupo fazia a distribuição no bairro Porto Seguro, quando os doces e balas acabaram. As crianças, com idades entre 9 e 12 anos, começaram a protestar e alguns lançaram pedras contra o "bom velhinho", que por pouco não foi atingido.

O grupo que conduzia o veículo em que o trenó estava montado deixou o bairro rapidamente e, após se reabastecer com guloseimas, continuou a distribuição em outra região da cidade paulista.

O homem, que não quis se identificar, contou que todo ano se veste de Papai Noel e distribui doces às crianças de bairros periféricos. Ele disse que se assustou quando as crianças passaram a jogar as pedras, gritando palavras de baixo calão, como "filho da p..." e "vai tomar no c..."

O Papai Noel usou sua página numa rede social para relatar o caso e desabafar. "Quando estávamos indo para o Porto Seguro, passamos por três ruas, até que chegou o momento em que acabaram as balas. A partir desse momento, muitas crianças começaram a nos insultar, tacando várias pedras... É uma situação muito triste, pois fazia algum tempo que não íamos para lá por conta da mesma situação. Agora vai ser mais difícil ainda voltarmos, mas pedimos aos pais para trazerem as crianças ao centro da cidade, na vila natalina, para prestigiar o Natal tradicional itatibense", escreveu.

Segundo ele, não é a primeira vez que o Papai Noel é hostilizado no bairro, tanto que a distribuição ali estava suspensa havia quatro anos. O caso não foi registrado na Polícia Civil, mas repercutiu em redes sociais. "A culpa não é das crianças, é dos pais que não educam, de um Estado ausente que não dá perspectiva de estudos... Um País mal educado, com uma geração mal educada, dá nisso", escreveu o internauta Gustavo Passos.

"Papai Noel é um símbolo do capitalismo hétero normativo opressor. Só aparece pra agradar os ricos", postou outro, que se identifica como Daniel Junior.

A prefeitura de Itatiba informou que não foi comunicada oficialmente sobre a situação descrita pelo Papai Noel. Segundo a nota, a cidade possui forte tradição de Papais Noéis, que se organizam de forma voluntária, fazem arrecadações e percorrem os bairros distribuindo doces, sem comunicação ou vínculo com a prefeitura. Os voluntários percorrem os bairros distribuindo doces, sem comunicação ou vínculo com a prefeitura.

(José Maria Tomazela)

Pedreiro tapa buraco da rodovia que vai de Abaeté a Martinho Campos


Estrada fica entre Abaeté e Pará de Minas; local já foi motivo de manifestação. Dnit disse que obras devem começar essa semana.

Por G1 Centro-Oeste de Minas e MGTV

12/12/2017 10h06  Atualizado há 16 horas

Pedreiro tampa buracos na rodovia (Foto: TV Integração/Reprodução)

Cansado de esperar pelo início das obras de melhorias na BR-352, entre Abaeté e Pará de Minas, um morador da região decidiu tampar os buracos da pista por conta própria. O trecho é bastante utilizado para o transporte da produção agrícola e tem sido alvo constante de reclamação dos motoristas.

Os buracos na pista colocam em risco a vida de quem passa pelo local e já foi motivo de manifestação. Em nota, o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) informou que uma a empresa que foi contratada para realizar obras nesse trecho recebeu ordem de início dos trabalhos na última sexta feira (8) e que os serviços devem começar nesta semana.

No fim de semana, o MGTV flagrou o pedreiro Romualdo da Silva jogando terra em alguns buracos. De acordo com ele, a iniciativa de tampar a estrada sozinho veio depois de quebrar o carro pela segunda vez. Romualdo realizou o trabalho em cerca de dois quilômetros da rodovia.

“Todo dia tem carro quebrado no meio da estrada e a gente não aguenta mais. Estou tampando os buracos para ver se melhora”, disse ele.


Motoristas sofrem com buracos em estrada federal

O produtor rural Ângelo Vasconcelos conta que chegou a estourar dois pneus de uma só vez ao passar pela BR-352. “Fiquei na estrada aguardando o socorro e tive o prejuízo de mais de R$ 1.000”, contou.

O problema é antigo e, em alguns casos, motoristas precisam invadir a pista contrária para desviar. “Essa situação de má qualidade da rodovia se arrasta há anos. Existe um trecho de aproximadamente 70 quilômetros que se inicia após a ponte sobre o Rio Pará em Pitangui, passa pelos distritos de Albert Isaacson e Ibitira, em Martinho Campos, e segue até Abaeté, que está intransitável”, disse o deputado federal Jaime Martins (PSD/MG) durante uma reunião no fim do mês passado com o diretor geral do Dnit, Valter Casimiro Silveira, para solicitar melhorias.

Manifestação

Moradores  pedem a  supressão de vegetação às margens da rodovia, bem como manutenção dos dispositivos de drenagem. O prazo do contrato é de dois anos. O trecho contemplado vai de Abaeté (km 353) a Pará de Minas (km 485).

terça-feira, 12 de dezembro de 2017

Prefeitura de Bom Despacho abre inscrições para processo seletivo

De acordo com o edital, os salários vão de R$ 937 a R$ 2.367,26

Resultado de imagem para bom despachoPrefeitura de Bom Despacho está com inscrições abertas para um processo seletivo simplificado. São 17 vagas para os cargos de atendente de consultório dentário, auxiliar de saúde bucal, agente de serviços gerais, cuidador, gestor público municipal – veterinário, odontólogo – periodontista e técnico em higiene bucal. As inscrições terminam hoje (11).
De acordo com o edital, os salários vão de R$ 937 a R$ 2.367,26. Os interessados devem se inscrever por meio do site da Prefeitura ou comparecerem ao antigo setor de protocolo da administração municipal no período das 8 às 12h e das 14 às 17h. As taxas variam de R$ 14,05 a R$ 35,50.

domingo, 10 de dezembro de 2017

Adolescente de 16 anos é apreendido pela 41ª vez em Pompeu.

Dupla de adolescente foi presa com mais de um quilo de maconha, crack e cocaína.



Dois jovens foram apreendidos na tarde deste sábado em Pompeu pela Policia Militar eles foram encontrados com mais de um quilo de maconha, muti crack e cocaina.

Segundo a policia chamou a atenção do fato dos adolescentes estarem promovendo diversa festas, que segundo os policiais seria para comemorar a morte dos dois policia mortos em um confronto em Pompeu. os adolescentes negam que estivessem comemorando.


Latrocinio


Um dos jovens havia sido condenado por latrocínio a pouco mais de um ano, ele teria participado da morte do Jovem Cornélio em Pompeu, segundo apuração da Policia Civil o jovem matou Cornélio para roubar seu celular, por ser menor ficou pouca tempo preso.


41 prisões


Chamou a tenção dos policias também o outro jovem que foi apreendido pela 41ª vêz, é isso mesmo quadragésima primeira vêz em dois anos, certamente deverá figurar no livro dos recordes.


Bem humorado eles já se familiarizou com os policiais da Delegacia que já o conheciam, ele negou que tivesse comemorando a morte dos policiais e afirmou ainda que gostava deles.
Perguntado sobre a quantidade de crimes ele disse que estaria fazendo um"pé de meia" pois daqui a pouco mais de um ano terá de se aposentar na vida dos crimes pois se tornará maior de idade.

Segundo o Delegado Rodrigo de Noronha será pedido o acautelamento dos menores que podem ficar mais alguns dias internados.

Esse é o nosso Brasil.....

Veja abaixo o vídeo com a entrevista do adolescente recordista em prisões..

sábado, 9 de dezembro de 2017

Comoção no enterro do segundo Policial que deu a vida para proteger Pompeu.


O corpo do cabo da Polícia Militar (PM) Lucas Reis Rosa, de 27 anos, foi sepultado na manhã deste sábado (9) no Cemitério Municipal de Martinho Campos. Sob forte comoção, a Polícia prestou as últimas homenagens ao cabo, que foi atingido por disparos de fuzil na madrugada do dia 5 durante ação de criminosos em uma agência bancária de Pompéu.


O militar foi atingido por dois tiros de fuzil, um na região abdominal e outro no braço direito. Desde o dia 5, o cabo estava internado no Hospital João XXIII, em Belo Horizonte. Ele passou por dois procedimentos cirúrgicos e sofreu amputação total do braço ferido no dia 6.


A morte do militar foi anunciada na manhã desta sexta-feira (8). A PM informou que o cabo teve reações inflamatórias graves, pós-cirúrgicas ao trauma.




Ação criminosa




Cerca de 15 pessoas, em quatro carros, cercaram o quartel da Polícia Militar em Pompéu na madrugada de terça-feira. Os criminosos atiraram com fuzis e tentaram trancar as grades do quartel com correntes. A polícia revidou com tiros.


No mesmo momento, outra parte do grupo explodiu a agência do Banco do Brasil na região central da cidade. Viaturas se aproximaram e dois policiais foram baleados.


O cabo Osías Alves de Barros, de 33 anos, foi atingido na cabeça e morreu no local. O cabo Lucas Reis Rosa, de 27 anos, foi atingido nas costas e na virilha e o morador Alisson dos Reis Pinheiro, de 22 anos, passava pela região e também foi baleado e morreu no local.




Prisões




Quatro suspeitos do ataque à agência do Banco do Brasil em Pompéu foram presos no dia 5. O comandante da 7ª Região da Polícia Militar (RPM), coronel Helbert Carvalhaes, informou que dois foram presos em um posto de gasolina em Moema. Os outros dois estavam no trecho da BR-494 entre Pará de Minas e São Gonçalo do Pará.


A polícia não informou a idade nem as circunstâncias da prisão dos suspeitos, que foram encaminhados para a Delegacia da Polícia Civil de Pompéu. A prisão preventiva dos suspeitos foi pedida na madrugada do dia 6.

sexta-feira, 8 de dezembro de 2017

Policial Militar Cabo Julio manda Policia "sentar o dedo nos bandidos".

Homenagem do blogue ao mais um Heroi que tomba defendendo o povo de Pompeu



Cabo Lucas vá em paz com as orações de todo o povo de Pompeu.
Nunca o esqueceremos e nem ao Heroi Cabo Osias.

Que Deus os acolha e as nossas condolências as famílias e amigos.



Crucifixo na parede do quartel de Pompéu que por pouco não foi atingido pelos tiros efetuados pelos assaltantes. 







Polícia Militar (PM) confirmou, na manhã desta sexta-feira (8), a morte do cabo Lucas Reis Rosa. Ele estava internado desde a madrugada de terça-feira (5) quando foi atingido por um tiro de fuzil durante confronto com criminosos que explodiram uma agência bancária em Pompéu.


Segundo a Polícia Militar, o óbito foi constatado as 9h50 desta sexta. Em nota, a PM informou que o cabo teve reações inflamatórias graves, pós-cirúrgicas ao trauma. Na quarta-feira (6), Lucas Reis passou por duas cirurgias, uma delas foi para a amputação total do braço direito.


“Estamos entrando em contato com a família para dar o devido apoio e verificar questões relacionadas a local e horário do velório e enterro”, informou o comandante da 7ª Região da Polícia Militar, coronel Helbert Willian Carvalhaes.
















Na madrugada de terça-feira, cerca de 15 criminosos, em quatro carros, cercaram o quartel, atiraram com fuzis e tentaram trancaram as grades com correntes. A polícia reagiu com tiros. Com disparos realizados na troca de tiros, várias casas e comércios foram danificados.


No mesmo momento, outros bandidos explodiram a agência do Banco do Brasil. Viaturas se aproximaram e dois policiais foram alvejados. O cabo Osías de 33 anos foi atingido na cabeça e morreu no local. O cabo Lucas foi atingido nas costas e na virilha. O entregador de sanduíches Alisson dos Reis Pinheiro, de 22 anos, passava pela região e também foi baleado. Ele morreu no local.





Prisões




Quatro suspeitos do ataque a agência do Banco do Brasil foram presos. O comandante da 7ª Região da Polícia Militar (RPM), coronel Carvalhaes, informou que dois foram presos em um posto de gasolina em Moema. Os outros dois estavam no trecho da BR-494 entre Pará de Minas e São Gonçalo do Pará. A polícia não informou a idade nem as circunstâncias da prisão dos suspeitos, que foram encaminhados para a Delegacia da Polícia Civil de Pompéu.

Sem trégua: bandidos invadem assaltam supermercado em Pompeu de luto.

Dois dias depois de explodir um banco matar um jovem, um policial e ferir gravemente outro assaltantes invadiram nesta quinta-feira o Supermercado Kibocada em Pompeu.

Foi decretado luto oficial pôr sete dias mas parece que ninguém avisou para os bandidos.

Segundo a polícia dois homens armados invadiram o estabelecimento e roubaram os caixas.

Ao fugir efetuaram disparos que perfuraram os vidros das janelas do local.

Desta vez ninguém foi morro.

Enquanto isso as câmeras do olho vivo da cidade continuam sem funcionar.

Os bandidos agradecem.

Tragedia em Pompéu tem repercussão mundial, mãe da vitima pede justiça.









sábado, 2 de dezembro de 2017

Policial é esfaqueado e outro tem o nariz quebrado é mordido e unhado durante atendimento em Bom Despacho



Facada.


Nesta sexta-feira policiais militares receberam denúncia de que um homem estava realizando tráfico de drogas em Bom Despacho.
.
Um dos policiais militares deparou com o autor e tentou dominá-lo, momento que este, armado com uma faca tipo peixeira, desferiu um golpe que veio a acertar o ante braço do militar causando um corte.

Os demais militares conseguiram dominar o autor e durante vistoria na residência do autor, encontraram no guarda-roupas, dois tabletes grandes de maconha, material para embalar o entorpecente, além de dinheiro proveniente do comércio de drogas. 

O autor foi preso e o militar ferido foi encaminhado para o pronto socorro sendo atendido e liberado.

Murro no nariz e mordidas.


Outra solicitação de perturbação do sossego ao ser atendida tambem acabou em confusão , foram acionados e ao chegar ao local foram recebidos com xingamentos, ao tentar prender um dos envolvido outros envolvidos tentaram libertar os presos sendo que neste momento uma jovem deu um murro no nariz do policial causando um intenso sangramento e fratura. 

Outro policial militar foi agredido com mordidas e unhadas..

Com a chegada do reforço policial o equipamento de som foi apreendido, os autores e autoras foram presos e conduzidos para a delegacia da polícia civil e os militares feridos foram atendidos no pronto socorro municipal. 

Como só houve feridos do lado da policia ninguém dos direitos humanos ou Autoridades locais apareceram para prestar solidariedade. Os policiais feridos já estão acostumados com este descaso e sabem que muitas vezes só tem duas opções irem para o hospital ou serem presos pelos "abusos".

Nosso blogue leva o apoio a aqueles que são a ultima barreira entre as pessoas de bem e o mau.

Pelo visto em breve esta barreira será derrubada e o mau baterá a sua porta leitor, ai restará somente as orações....