Postagem em destaque

Juíza poeta deixa advogado irritado por verso sobre picanha.

Decisão negou pedido de indenização a cliente que comprou carne de má qualidade como se fosse picanha PUBLICADO EM 13/11/18 - 16h59 Clar...

sábado, 14 de outubro de 2017

Herói do dia: Policial tem a moto roubada senta o dedo e mata ladrão, veja o vídeo.




Um homem suspeito morreu depois de ser baleado próximo a um dos portões da Universidade do Estado do Rio da Janeiro (UERJ), no Maracanã, na noite desta quarta-feira. 

De acordo com a PM, a ação foi desencadeada depois que dois bandidos armados tentaram assaltar um policial civil na Avenida Professor Manoel de Abreu, perto da entrada três da instituição, por volta das 20h30m. No fogo cruzado, um dos assaltantes, identificado pela Polícia Civil como Thiago Sanches Santos de Andrade, 30 anos, foi atingido e não resistiu aos ferimentos.

De acordo com a PM, o policial civil passava pelo local em uma moto, no momento em que foi abordado pela dupla de criminosos, que também estavam numa motocicleta. O agente reagiu. 

Ainda conforme informou a PM, durante o tiroteio, o comparsa do bandido atingido conseguiu escapar.

Antes disso, porém, a dupla tentou levar a moto do PM. Com o suspeito baleado e morto, os policiais encontraram uma pistola calibre 45. A identificação dele ainda não foi revelada. Vítima da tentativa de assalto, o policial civil não ficou ferido.
PMs do batalhão da área, o 6º BPM (Tijuca), foram chamados para o local. Patrulhas realizam buscas na região para encontrar o assaltante que conseguiu fugir. O caso está sob os cuidados da Delegacia de Homicídios (DH) da Capital, onde o caso foi registrado.

O tiroteio deixou moradores e quem passava pelo local assustados — além da universidade, existem bares, restaurantes e outros estabelecimentos comerciais naquela área. 

Pelas redes sociais, internautas relataram terem ouvido os disparos: "(escutei) seis tiros aqui em frente à Uerj, agora há pouco. Deus me livre", escreveu uma jovem, em seu perfil no Twitter. "Estava saindo da Uerj no momento em que os tiros começaram", postou outra em sua página no microblog.

A Polícia Civil informou que a DH instaurou um inquérito apurar as circunstâncias em que Thiago foi morto. Segundo nota da assessoria de imprensa, "informações preliminares apontam que Thiago estava em uma motocicleta e com uma pistola tentou roubar outra moto que era conduzida por um policial civil. O agente deu voz de prisão ao criminoso que, ao tentar reagir, acabou baleado. Perícia foi realizada e não há outras informações passíveis de divulgação no momento".

Nota do blogue. 

Um ato de coragem que as pessoas de bem estão aplaudindo pois já,estão cansadas da impunidade. 
Parabéns ao policial.  Deveria receber uma medalha. 


Nenhum comentário:

Postar um comentário

O espaço de comentários do blog são moderados. Não serão aceitas as seguintes mensagens:
Que violem qualquer norma vigente no Brasil, seja municipal, estadual ou federal;
Com conteúdo calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade, ou que desrespeite a privacidade alheia;
Com conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas; acusações sem provas, citando nomes de pessoas, se deseja fazer algum tipo de denúncia envie por e-mail que vamos averiguar a veracidade das denúncias, sendo esta verdadeira e de interesse coletivo será divulgada, resguardando a fonte.
Com linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica;
De cunho comercial e/ou pertencentes a correntes ou pirâmides de qualquer espécie; Que caracterizem prática de spam;
Fora do contexto do blog.
O Blog do Experidião:
Não se responsabiliza pelos comentários dos freqüentadores do blog;
Se reserva o direito de, a qualquer tempo e a seu exclusivo critério, retirar qualquer mensagem que possa ser interpretada contrária a estas regras ou às normas legais em vigor;
Não se responsabiliza por qualquer dano supostamente decorrente do uso deste serviço perante usuários ou quaisquer terceiros;
Se reserva o direito de modificar as regras acima a qualquer momento, a seu exclusivo critério.