Postagem em destaque

Caos se instala no saneamento e na limpeza publica de Pompeu.

O blog compareceu nas imediações da Praça de Esportes de Pompeu onde o esgoto esta refluindo e correndo pelas imediações. Na Rua Inácio Co...

quarta-feira, 25 de fevereiro de 2015

Governador quer pena mais dura para quem mata polícial

No último final de semana, quatro policiais e um guarda municipal foram mortos na região metropolitana do Rio

Agência Brasil
O governador do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão, defendeu nesta segunda-feira (23) penas mais duras para criminosos que atiram contra policiais. Só neste fim de semana, quatro policiais e um guarda municipal foram mortos na região metropolitana do Rio.
Luiz Fernando Pezão disse que tem conversado com ministro da Justiça, Eduardo Cardozo, sobre o assunto
Bruno de Lima / Agência O Dia
Luiz Fernando Pezão disse que tem conversado com ministro da Justiça, Eduardo Cardozo, sobre o assunto
“Eu sou contra a violência contra qualquer cidadão. Quando uma bala atinge uma criança, uma mulher ou um homem, é um pedaço da gente que vai embora", disse Pezão, ao defender penas duras que desestimulem as pessoas a atirar em policiais. "O policial está ali levando segurança para locais que estavam há 30 anos abandonados. Vou me empenhar dentro do Congresso para mudar nossa legislação. Tenho conversado sistematicamente com o ministro [da Justiça] José Eduardo Cardozo. Não podemos ficar vendo policiais serem mortos, sem ter penas mais duras para punir os criminosos”, afirmou.
O secretário de Segurança Pública do Rio, José Mariano Beltrame, compareceu ao velório de um dos policiais baleados e fez um desabafo, dizendo que a polícia estava sozinha na luta contra a violência.
“Nessa selvageria toda, dessas pessoas que não têm apego nenhum pela vida, que matam por um celular, e quando descobrem que a pessoa é um policial, aí sim, ela está efetivamente condenada. Então, quem mata no peito, isso é a polícia. E a polícia, neste país, e principalmente no Rio de Janeiro, está sozinha”, enfatizou Beltrame.
Quatro policiais – dois civis e dois militares – foram mortos durante tentativas de assalto. Além deles, o corpo de um guarda municipal foi encontrado, baleado, na favela da Rocinha.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O espaço de comentários do blog são moderados. Não serão aceitas as seguintes mensagens:
Que violem qualquer norma vigente no Brasil, seja municipal, estadual ou federal;
Com conteúdo calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade, ou que desrespeite a privacidade alheia;
Com conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas; acusações sem provas, citando nomes de pessoas, se deseja fazer algum tipo de denúncia envie por e-mail que vamos averiguar a veracidade das denúncias, sendo esta verdadeira e de interesse coletivo será divulgada, resguardando a fonte.
Com linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica;
De cunho comercial e/ou pertencentes a correntes ou pirâmides de qualquer espécie; Que caracterizem prática de spam;
Fora do contexto do blog.
O Blog do Experidião:
Não se responsabiliza pelos comentários dos freqüentadores do blog;
Se reserva o direito de, a qualquer tempo e a seu exclusivo critério, retirar qualquer mensagem que possa ser interpretada contrária a estas regras ou às normas legais em vigor;
Não se responsabiliza por qualquer dano supostamente decorrente do uso deste serviço perante usuários ou quaisquer terceiros;
Se reserva o direito de modificar as regras acima a qualquer momento, a seu exclusivo critério.