Postagem em destaque

Fofão leva pedrada na cabeça em Pompéu.

Em uma confusão com bêbados que estavam em um bar no bairro Loteamento em Pompéu quem levou a pior foi o personagem Fofão que acompanha...

sexta-feira, 26 de setembro de 2014

Policiais civis matam colega que investigava tráfico em Betim.

A Corregedoria da Polícia Civil ainda apura as circunstâncias do crime, mas tudo indica que os atiradores estavam fazendo escolta dos traficantes e receberiam a propina. O investigador baleado participava de uma operação contra o tráfico


Publicação: 26/09/2014 11:00 Atualização: 26/09/2014 11:25

O Fiat Stilo ficou com marcas de disparos após troca de tiros entre os policiais no Bairro Capelinha, em Betim
Dois policiais civis, lotados na 8ª Delegacia Especializada de Homicídios de Betim, foram autuados em flagrante pela morte do investigador Clenir Freitas da Silva, da 1ª Delegacia de Polícia Civil de Betim. Freitas foi assassinado a tiros no fim da noite de quinta-feira quando participava de uma operação contra o tráfico de drogas, no Bairro Capelinha.

Os suspeitos, Lucas Menezes Meireles e Luno Eustáquio Costa Campos, estão presos na Casa de Custódia da Polícia Civil, na Região Leste de BH, onde permanecerão à disposição da Justiça.

Freitas estava junto com um delegado do 1º DP de Betim em uma Kombi. O veículo estava estacionado no Bairro Capelinha para que os policiais, em campana, observassem o movimento de suspeitos na região. No local, recentemente, houve um duplo homicídio que também era investigado. Os policiais decidiram abordar um suspeito de tráfico que carregava um malote perto de um trailer. Descobriram que no pacote havia R$ 20 mil.

Enquanto se concentraram na abordagem, foram surpreendidos por homens armados que chegaram em um Fiat Stilo de cor amarela. Os homens se aproximaram e atiraram contra Freitas e o delegado. Entre os atiradores estavam os policiais Lucas e Luno. O Stilo pertence, inclusive, à delegacia onde trabalham. 
Houve troca de tiros e o investigador Freitas acabou baleado. Ele chegou a ser levado para a Unidade de Socorro Intensivo (Uai), no Bairro Teresópolis, mas morreu ao dar entrada. O delegado conseguiu se esconder atrás da Kombi e não foi atingido.

A Corregedoria da Polícia Civil ainda apura as circunstâncias do crime, mas tudo indica que Lucas e Luno estavam fazendo escolta dos traficantes e receberiam a propina de R$ 20 mil. Após a troca de tiros, os criminosos fugiram para uma rua sem saída, abandonaram o veículo e entraram em uma mata. Mais tarde, os dois policiais se apresentaram à polícia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O espaço de comentários do blog são moderados. Não serão aceitas as seguintes mensagens:
Que violem qualquer norma vigente no Brasil, seja municipal, estadual ou federal;
Com conteúdo calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade, ou que desrespeite a privacidade alheia;
Com conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas; acusações sem provas, citando nomes de pessoas, se deseja fazer algum tipo de denúncia envie por e-mail que vamos averiguar a veracidade das denúncias, sendo esta verdadeira e de interesse coletivo será divulgada, resguardando a fonte.
Com linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica;
De cunho comercial e/ou pertencentes a correntes ou pirâmides de qualquer espécie; Que caracterizem prática de spam;
Fora do contexto do blog.
O Blog do Experidião:
Não se responsabiliza pelos comentários dos freqüentadores do blog;
Se reserva o direito de, a qualquer tempo e a seu exclusivo critério, retirar qualquer mensagem que possa ser interpretada contrária a estas regras ou às normas legais em vigor;
Não se responsabiliza por qualquer dano supostamente decorrente do uso deste serviço perante usuários ou quaisquer terceiros;
Se reserva o direito de modificar as regras acima a qualquer momento, a seu exclusivo critério.