Postagem em destaque

Pai pede socorro para encontrar filho desaparecido desde setembro em Pompeu

O Sr. Antonio pediu ao blogue para divulgar o desaparecimento do seu filho Jhony que ocorreu em setembro de 2018. A moto usada pelo desa...

segunda-feira, 9 de dezembro de 2013

Stress: Policial rouba arma de colega e ameaça se matar dentro doe Hospital.

O Grupo de Ações Táticas Especiais (Gate) foi acionado e conseguiu conter o homem, que estava trancado dentro de um banheiro. Ninguém ficou ferido

Publicação: 09/12/2013 14:33 Atualização: 09/12/2013 17:29

Pacientes e funcionários do Hospital Militar, no Bairro Santa Efigênia, na Região Leste de Belo Horizonte, levaram um susto no início da tarde desta segunda-feira. Um policial militar do 48º Batalhão chegou para receber atendimento médico e acabou tendo um surto psicótico dentro da unidade de saúde. O sargento chegou a pegar a arma de um outro militar e se trancou no banheiro dizendo que iria tirar a própria vida. O Grupo de Ações Táticas Especiais (Gate) foi acionado e conseguiu conter o homem. 


De acordo com o tenente-coronel Vinícius Rodrigues, diretor-geral do hospital, o sargento chegou a ir trabalhar, mas foi levado por um colega até a unidade de saúde depois de alegar que estava passando mal. “O sargento chegou no hospital fardado e foi até um banheiro. Em seguida, voltou e pegou a arma de um policial que estava na portaria do hospital. Ele voltou para o banheiro e disse que iria se matar”, conta Rodrigues. 

Logo que o militar se trancou novamente no banheiro, funcionários do hospital tentou negociar a rendição dele, porém não obtiveram êxito. Uma equipe do Gate foi até o local e conseguiu deter o homem. Ele devolveu a arma e foi atendido por uma equipe médica. “Ele foi atendido por psiquiatras e psicólogos e foi medicado. O militar alegou que está passando por problemas particulares e momentos difíceis na vida dele. Quando estiver melhor, vai ser transferido para uma clínica psiquiátrica”, explicou o diretor-geral do hospital. 

Segundo o tenente-coronel, o policial que teve a arma roubada não teve culpa. “Ele estava parado na portaria e o sargento veio por trás dele e retirou a arma que estava na cintura. O policial não teve nem como reagir”, disse o diretor. 

O funcionamento do hospital não foi prejudicado. “Não houve nenhum tipo de tumulto. O sargento não agrediu ninguém. O hospital está funcionando normalmente”, afirma Rodrigues.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O espaço de comentários do blog são moderados. Não serão aceitas as seguintes mensagens:
Que violem qualquer norma vigente no Brasil, seja municipal, estadual ou federal;
Com conteúdo calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade, ou que desrespeite a privacidade alheia;
Com conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas; acusações sem provas, citando nomes de pessoas, se deseja fazer algum tipo de denúncia envie por e-mail que vamos averiguar a veracidade das denúncias, sendo esta verdadeira e de interesse coletivo será divulgada, resguardando a fonte.
Com linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica;
De cunho comercial e/ou pertencentes a correntes ou pirâmides de qualquer espécie; Que caracterizem prática de spam;
Fora do contexto do blog.
O Blog do Experidião:
Não se responsabiliza pelos comentários dos freqüentadores do blog;
Se reserva o direito de, a qualquer tempo e a seu exclusivo critério, retirar qualquer mensagem que possa ser interpretada contrária a estas regras ou às normas legais em vigor;
Não se responsabiliza por qualquer dano supostamente decorrente do uso deste serviço perante usuários ou quaisquer terceiros;
Se reserva o direito de modificar as regras acima a qualquer momento, a seu exclusivo critério.