Postagem em destaque

Crianças do meio rural vão ficar sem transporte para a escola em Pompeu.

O Presidente da Câmara Municipal de Pompeu, Vereador Paulo do Bar, afirmou nesta sexta feira (16) que a Secretaria da Educação informou na...

sexta-feira, 5 de julho de 2013

Falta de Perito faz com que apenas 3 sejam presos a cada 100 crimes praticado diz especialista.

Categoria não tem concurso desde 1991; total de funcionários vai aumentar 60%

O governador Geraldo Alckmin (PSDB) sancionou ontem projeto de lei complementar que cria 1.853 cargos na Polícia Técnico-Científica, aumentando em mais de 60% os quadros atuais do Instituto de Criminalística (IC) e do Instituto Médico-Legal (IML). O próximo passo é convocar concursos públicos para preencher as vagas.
Reportagem publicada há um mês no Estado mostrou que as delegacias faziam, em média, apenas 3 prisões a cada 100 crimes violentos na capital. E uma das causas apontadas por especialistas era a falta de investimento na polícia científica. A medida agora pode ajudar a agilizar a liberação de corpos que precisam ser examinados e a entrega para a Justiça de laudos criminais.
A polícia tem o mesmo número de peritos criminais desde 1991, segundo o sindicato da categoria. Os funcionários reclamam que estão sobrecarregados, pois, neste período, a população e o volume de trabalho cresceram. O número de casos atendidos pelo IC, por exemplo, dobrou entre 1985 e 2012, segundo o sindicato.
"Isso mostra uma falta de planejamento do governo ao longo dos últimos anos", diz a secretária financeira do Sindicato dos Peritos Criminais do Estado de São Paulo (Sinpcresp), Maria Márcia da Silva Kesselring. "Há uma demanda muito grande por trabalho, mas a oferta de peritos criminais é a mesma há mais de 20 anos. Nesse meio tempo, o governo só fez concursos para repor vagas."
A solução para a falta de profissionais, porém, não vai chegar com a sanção do projeto. O governo precisa publicar o edital do concurso público e marcar a prova. Os aprovados para o cargo de perito criminal ainda passarão por curso na Academia de Polícia antes de começar a trabalhar. "Com sorte, as contratações serão feitas no ano que vem", diz Maria Márcia. "É uma carreira de Estado, e precisa ter qualificação."
Ao anunciar a medida, o governador lembrou que a Justiça depende de um bom trabalho da Polícia Técnico-Científica para poder prender e condenar criminosos. "Isso é importante porque esses profissionais trabalham 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O espaço de comentários do blog são moderados. Não serão aceitas as seguintes mensagens:
Que violem qualquer norma vigente no Brasil, seja municipal, estadual ou federal;
Com conteúdo calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade, ou que desrespeite a privacidade alheia;
Com conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas; acusações sem provas, citando nomes de pessoas, se deseja fazer algum tipo de denúncia envie por e-mail que vamos averiguar a veracidade das denúncias, sendo esta verdadeira e de interesse coletivo será divulgada, resguardando a fonte.
Com linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica;
De cunho comercial e/ou pertencentes a correntes ou pirâmides de qualquer espécie; Que caracterizem prática de spam;
Fora do contexto do blog.
O Blog do Experidião:
Não se responsabiliza pelos comentários dos freqüentadores do blog;
Se reserva o direito de, a qualquer tempo e a seu exclusivo critério, retirar qualquer mensagem que possa ser interpretada contrária a estas regras ou às normas legais em vigor;
Não se responsabiliza por qualquer dano supostamente decorrente do uso deste serviço perante usuários ou quaisquer terceiros;
Se reserva o direito de modificar as regras acima a qualquer momento, a seu exclusivo critério.