Postagem em destaque

Atenção pompeano, você está sendo filmado

Olho Vivo: 20 câmeras instaladas em Pompéu Até dezembro, serão 23 câmeras de vídeo monitoramento em tempo real. Em reunião do Gabinete...

segunda-feira, 27 de maio de 2013

Erro na prova faz Polícia Civil de Minas anular concurso para Perito Criminal



Com o problema, os quase 25 mil candidatos terão que realizar novamente o exame. Corporação tem prazo mínimo de 30 dias para entrar em contato com os concorrentes

Publicação: 26/05/2013 18:16 Atualização: 26/05/2013 18:28
Os candidatos que concorriam à vaga de perito criminal da Polícia Civil (PC) tiveram uma surpresa neste domingo. A etapa de provas objetivas foi cancelada após serem constatados problemas na montagem dos cadernos. Segundo a corporação, a situação “poderia resultar em prejuízo para os candidatos que receberam os formulários indevidos”. O erro, que foi percebido durante a realização do exame, fez com que o Diretor Geral da Academia de Polícia Civil (Acadepol), Marco Antônio Monteiro de Castro e o Diretor Geral da Fumarc, Professor Tarcísio José de Almeida, responsável por confeccionar dos cadernos, decidissem cancelar a etapa do edital. 

Segundo a polícia, a responsabilidade pelo problema é da Fundação Mariana Resende Costa (Fumarc). “A decisão administrativa se dá em virtude da ocorrência de erros de impressão em um dos tipos de caderno de prova, responsabilidade da FUMARC”, afirma a nota. A decisão de cancelar o concurso foi tomada no final da tarde deste domingo e publicada no site da Academia de Polícia Civil. Ainda de acordo com a corporação, os quase 25 mil candidatos serão comunicados no prazo de no mínimo 30 dias sobre a data e o local do novo exame. Além das provas de perito criminal, candidatos à outras categorias também prestaram concurso. 

Ao todo são oferecidas 1497 vagas. São 121 postos para médicos legistas, 95 para peritos criminais e 1.291 para servidores administrativos. Para essas categorias não houve irregularidades e o processo seletivo segue sem alterações. 

A reportagem do em.com.br tentou contato com a Fundação Mariana Resende Costa (Fumarc) – responsável pela confecção dos cadernos de provas -, mas ninguém atendeu nos telefones disponibilizados no site da instituição.

Um comentário:

  1. O pior de tudo foi eles deixarem a gente ficar 3h fazendo a prova, pra depois descobrir que tinha sido cancelada, sendo que o problema foi detectado no inicio da prova ... Muita falta de consideração!

    ResponderExcluir

O espaço de comentários do blog são moderados. Não serão aceitas as seguintes mensagens:
Que violem qualquer norma vigente no Brasil, seja municipal, estadual ou federal;
Com conteúdo calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade, ou que desrespeite a privacidade alheia;
Com conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas; acusações sem provas, citando nomes de pessoas, se deseja fazer algum tipo de denúncia envie por e-mail que vamos averiguar a veracidade das denúncias, sendo esta verdadeira e de interesse coletivo será divulgada, resguardando a fonte.
Com linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica;
De cunho comercial e/ou pertencentes a correntes ou pirâmides de qualquer espécie; Que caracterizem prática de spam;
Fora do contexto do blog.
O Blog do Experidião:
Não se responsabiliza pelos comentários dos freqüentadores do blog;
Se reserva o direito de, a qualquer tempo e a seu exclusivo critério, retirar qualquer mensagem que possa ser interpretada contrária a estas regras ou às normas legais em vigor;
Não se responsabiliza por qualquer dano supostamente decorrente do uso deste serviço perante usuários ou quaisquer terceiros;
Se reserva o direito de modificar as regras acima a qualquer momento, a seu exclusivo critério.