Postagem em destaque

Atenção pompeano, você está sendo filmado

Olho Vivo: 20 câmeras instaladas em Pompéu Até dezembro, serão 23 câmeras de vídeo monitoramento em tempo real. Em reunião do Gabinete...

sábado, 30 de março de 2013

Procissão do entêrro dispersada a tiros em Lavras, MG


Cercado, o homem levou tiros de borracha, mas não parou a ameça. PMs decidiram ferir o agressor na perna, para que ele soltasse a arma. Tudo isso ocorreu na Rua Professor Azarias Ribeiro na esquina com a Francisco Salles, por onde passavam os católicos que saíram da Paróquia Santana de Lavras


Publicação: 29/03/2013 22:59 Atualização: 29/03/2013 23:14

Fieis que participavam da procissão na sexta-feira da Paixão em Lavras, no Sul de Minas Gerais, levaram um grande susto durante a celebração. Um homem de 44 anos, armado com um facão, tentou atacar a esposa no meio da multidão e foi contido por policiais militares que precisaram atirar para dominar o agressor. A confusão aconteceu à noite, na Rua Professor Azarias Ribeiro esquina com a Francisco Salles, por onde passavam os católicos que saíram da Paróquia Santana de Lavras.

De acordo com o subcomandante do 8º Batalhão da PM, capitão Breno de Souza Reis, a corporação foi acionada para uma ocorrência de briga generalizada. Quando chegaram ao local, militares dispersaram a confusão e perceberam que um homem estava ameaçando a esposa. Com um facão grande a afiado, ele tentou partir para cima da mulher. Os PMs cercaram o agressor para que ele não atingisse a esposa e também não ferisse os fiéis da procissão.

Segundo o capitão, o homem estava descontrolado e não se rendeu às ordens dos militares, mantendo o facão em punho. Um militar armado com uma taser – arma não letal – se posicionou para atingir o agressor e tomar dele o facão. Ao perceber que seria contido, o homem avançou novamente com a lâmina tentando ferir a companheira. Nesse momento, militares optaram pelos tiros de bala de borracha na perna do agressor. Nem mesmo o ferimento foi suficiente para controlar o homem.

“Diante de tanta adrenalina, ele continuou com o intuito e posicionou novamente o facão”, relata o militar. Com um novo avanço do homem armado, PMs atiraram duas vezes contra e perna e o pé do agressor. Somente os disparos de pistola .40 fizeram o homem se entregar. Ele foi imobilizado e a lâmina apreendida.

Conforme o capitão Reis, o homem foi tão resistente à prisão que conseguiu quebrar a chave da algema ao forçar a trava. Ele foi encaminhado para o pronto-atendimento da cidade, onde os militares precisaram cortar a algema para que ele fosse medicado. De acordo com a PM, o homem passa bem e continua internado sob escolta policial. Militares ainda não conseguiram identificar o agressor, que não portava documentos. “Militares fizeram uso regular da força para evitar um mal maior”, conclui o capitão.

Susto

O fieis, assustados por causa dos tiros, acabaram se dispersando durante a celebração. Pelo Facebook, moradores da cidade comentaram a confusão. “Povo num ta respeitando nem dia santoo!”; “QUE FALTA DE RESPEITO”, “É FIM DO MUNDO!!”, “Cara ..foi correria gente descendo correndo no escadao Muita gente correndo caindo e se machucandoo”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O espaço de comentários do blog são moderados. Não serão aceitas as seguintes mensagens:
Que violem qualquer norma vigente no Brasil, seja municipal, estadual ou federal;
Com conteúdo calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade, ou que desrespeite a privacidade alheia;
Com conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas; acusações sem provas, citando nomes de pessoas, se deseja fazer algum tipo de denúncia envie por e-mail que vamos averiguar a veracidade das denúncias, sendo esta verdadeira e de interesse coletivo será divulgada, resguardando a fonte.
Com linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica;
De cunho comercial e/ou pertencentes a correntes ou pirâmides de qualquer espécie; Que caracterizem prática de spam;
Fora do contexto do blog.
O Blog do Experidião:
Não se responsabiliza pelos comentários dos freqüentadores do blog;
Se reserva o direito de, a qualquer tempo e a seu exclusivo critério, retirar qualquer mensagem que possa ser interpretada contrária a estas regras ou às normas legais em vigor;
Não se responsabiliza por qualquer dano supostamente decorrente do uso deste serviço perante usuários ou quaisquer terceiros;
Se reserva o direito de modificar as regras acima a qualquer momento, a seu exclusivo critério.