Postagem em destaque

Caos se instala no saneamento e na limpeza publica de Pompeu.

O blog compareceu nas imediações da Praça de Esportes de Pompeu onde o esgoto esta refluindo e correndo pelas imediações. Na Rua Inácio Co...

terça-feira, 11 de dezembro de 2012

Polícia Civil apresenta projeto para fortalecer sistema de segurança pública em 853 municípios mineiros


Na manhã desta segunda-feira (10), a Polícia Civil de Minas Gerais, por meio da Divisão de Referência da Pessoa Desaparecida, apresentOU o projeto Alerta Minas de Trabalho Integrado. A ideia principal do projeto é unir esforços em todo o estado para fortalecer a rede de cooperação para localização de pessoas desaparecidas. A apresentação foi feita no auditório da Academia de Polícia Civil (Acadepol) pela chefe da Divisão de Referência da Pessoa Desaparecida, Cristina Coeli.

A ideia é incrementar uma rede cooperativa em todo o estado por meio dos 22 departamentos da Polícia Civil, delegacias e de toda a sociedade, por meio, principalmente, hotéis, motéis e agências de turismo. Formada a rede, a partir do momento que se constata o desaparecimento de alguém, o alerta é acionado para comunicar todos que acionam os mecanismos possíveis para a localização o mais rápido possível.
De acordo com a chefe da Divisão de Referência da Pessoa Desaparecida, Cristina Coelli Cicarelli Masson, a ação irá fortalecer o Sistema de Segurança Pública de Minas Gerais. “O Alerta Minas irá ajudar na investigação, busca e localização imediata de pessoas desaparecidas no Estado, alcançando outras áreas do conhecimento, em prol do bem estar da família e do cidadão comum”, disse.
Durante a implantação do projeto, diversas ações serão desenvolvidas para divulgação dos trabalhos, entre elas criação, produção e distribuição de materiais informativos e educativos, capacitação acerca de procedimentos para localização de pessoas desaparecidas e Celebração de convênios com Universidades e Secretarias Municipais e Estaduais, visando sempre o acolhimento psicossocial aos familiares de pessoas desaparecidas e às pessoas localizadas, objetivando o trabalho multidisciplinar.
 

Fonte: Portal do Jornal O tempo

O Projeto Alerta Minas deve integrar os 853 Municípios mineiros para ajudar na busca de pessoas desaparecidas. A ação é uma iniciativa da Polícia Civil de Minas Gerais em parceria com Estado e Municípios que por meio de compartilhamento de informações vai buscar maior segurança e proteção para a população.
 
Diversas ações serão desenvolvidas para a divulgação dos trabalhos. Entre eles estão a criação, produção e distribuição de informativos e educativos, capacitação de pessoal sobre os procedimentos para localização de pessoas desaparecidas e convênios com universidades e secretarias municipais e estaduais para acolhimento social aos familiares das pessoas desaparecidas e às já localizadas.
O projeto vai de encontro à Lei Federal 11.259/2005, que trata sobre a busca imediata de crianças e adolescentes desaparecidos, e a Lei Estadual 15.432/2005 e da Resolução 7.010/07. Os trabalhos serão realizados especialmente durante eventos, como a Copa das Confederações, em 2013, a Copa do Mundo, em 2014 e Jogos Olímpicos, em 2016.

Das 15.118 pessoas desaparecidas em Minas Gerais de 2006 até 2012, a polícia conseguiu localizar 12.377. O número corresponde a 80% da resolução dos casos. A informação é da Divisão de Referência da Pessoa Desaparecida. Somente neste ano, 2.817 pessoas foram encontradas e identificadas.
 
Faça a sua parte
Os interessados em ajudar a localizar pessoas desaparecidas podem acessar o site www.desaparecidos.mg.gov.br, ir até downloads e baixar ou imprimir materiais de divulgação, tais como cartazes, anúncios impressos, spot para rádio e até filmes. Informações sobre pessoas desaparecidas ou suspeitas devem ser relatadas à Polícia Civil pelo telefone 0800.2828.197. A ligação é gratuita e o informante não precisa se identificar.
 
A apresentação foi realizada no auditório da Academia de Polícia Civil (Acadepol)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O espaço de comentários do blog são moderados. Não serão aceitas as seguintes mensagens:
Que violem qualquer norma vigente no Brasil, seja municipal, estadual ou federal;
Com conteúdo calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade, ou que desrespeite a privacidade alheia;
Com conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas; acusações sem provas, citando nomes de pessoas, se deseja fazer algum tipo de denúncia envie por e-mail que vamos averiguar a veracidade das denúncias, sendo esta verdadeira e de interesse coletivo será divulgada, resguardando a fonte.
Com linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica;
De cunho comercial e/ou pertencentes a correntes ou pirâmides de qualquer espécie; Que caracterizem prática de spam;
Fora do contexto do blog.
O Blog do Experidião:
Não se responsabiliza pelos comentários dos freqüentadores do blog;
Se reserva o direito de, a qualquer tempo e a seu exclusivo critério, retirar qualquer mensagem que possa ser interpretada contrária a estas regras ou às normas legais em vigor;
Não se responsabiliza por qualquer dano supostamente decorrente do uso deste serviço perante usuários ou quaisquer terceiros;
Se reserva o direito de modificar as regras acima a qualquer momento, a seu exclusivo critério.